Doença Inflamatória Intestinal em gatos

A Doença Inflamatória Intestinal (DII) é caracterizada como uma intensa reação inflamatória que acomete o intestino delgado e/ou grosso. As causas da doença não são totalmente entendidas, portanto ainda é classificada como uma doença idiopática.


Sintomas Os sintomas podem varias de acordo com a parte afetada do trato gastro intestinal, mas o mais comuns são:

· Diarreia

· Perda de Peso

· Vômitos

· Letargia

· Alterações no apetite


Diagnóstico O diagnóstico para DII é feito por exclusão, após descartar outras doenças que possam causar vômitos e diarreias como disbiose, hipertireoidismo, diabetes mellitus, infecções por parasitas ou bacterianas e linfoma intestinal, uma neoplasia que tem os sinais clínicos muito parecidos com os sinais da DII.

A ultrassonografia de abdome é o primeiro exame para diagnosticar alguma alteração intestinal, para DII, procura-se espessamento de camadas intestinais em diferentes segmentos. O diagnóstico confirmatório só é possível ser feito por meio de biópsia intestinal, como até no ultrassom os sinais de linfoma alimentar podem ser parecidos, apenas por biópsia é possível descartar a presença de formações neoplásicas.

De acordo com a WSAVA (World Small Animal Veterinary Association), os critérios para determinar a DII são:

· Sintomas por mais de 3 semanas;

· Sem causa evidente;

· Sem melhora com tratamento sintomático (vermífugo, antibiótico, troca de dieta);

· Sem presença de neoplasia na biópsia intestinal.


Tratamento Reações de hipersensibilidade ou alergia com alguns alimentos podem causar ou agravar a DII, recomenda-se a troca do alimento utilizado para dietas específicas, podendo ser alimentos hipoalergênicos ou gastrointestinais, ambos contém proteínas hidrolisadas que são mais fáceis de serem digeridas.

Gatos que não apresentam melhora apenas com a troca de dieta, recomenda-se o uso de medicamentos imunomoduladores, geralmente a base de cortisona e na sua forma ativa (gatos tem deficiência na enzima UDP-glicuronil transferase). Para gatos que dependem do uso crônico da cortisona, recomenda-se que seja feito a redução gradual para encontrar a menor dose que mantém o felino estabilizado.


Referências

https://www.petlove.com.br/conteudo/saude/doencas/doenca-inflamatoria-intestinal-felina


https://www.vetsmart.com.br/cg/estudo/13292/alteracoes-de-intestino-delgado-em-gatos


52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo