Importância da Vacinação em Felinos

A vacinação tanto em cães como em gatos, tem como objetivo proteger o seu pet contra doenças infecciosas. Vaciná-lo vai permitir que ele permaneça saudável.

Algumas doenças dos animais também podem ser transmitidas para os seres humanos. A vacinação é, portanto, um ato médico muito importante e uma responsabilidade de saúde pública.

Quanto maior o número de animais vacinados, menor a frequência de doenças na população. As vacinas essenciais em felinos são aquelas que os gatos em todo o mundo devem receber, nos intervalos recomendados e prescritos por veterinários, para terem proteção por toda a vida contra doenças infecciosas de significância mundial. Para os gatos, essa classificação engloba vacinas que protegem contra o vírus da panleucopenia felina, o herpesvírus felino tipo 1 e o calicivírus felino. A vacina antirrábica é considerada essencial no Brasil.

Existem 3 tipos de vacinas múltiplas, a tríplice, a quádrupla e a quíntupla:

  • Tríplice: auxilia na prevenção da rinotraqueíte, calicivirose e panleucopenia;

  • Quádrupla: auxilia na prevenção da rinotraqueíte, calicivirose, panleucopenia e clamidiose;

  • Quíntupla: auxilia na prevenção da rinotraqueíte, calicivirose, panleucopenia, clamidiose além da leucemia felina.

Panleucopenia: afecção que provoca febre, vômitos, inapetência, prostração e diarréia. Pode afetar a coordenação motora de filhotes. É transmitida por meio do contato com animais doentes ou objetos contaminados.

Rinotraqueíte: provocada pelo Herpesvírus, é altamente contagiosa e pode ser muito perigosa para os filhotes, com risco de óbito. Alguns dos sintomas são: Espirros, secreções nasais, rinite, salivação, conjuntivite, febre e falta de apetite.

Calicivirose: apresenta sintomas parecidos com Rinotraqueíte viral, mas causa úlceras na cavidade oral dos felinos.

Clamidiose: acomete os olhos e, posteriormente, o seu sistema respiratório. Conjuntivite, corrimento nasal e ocular persistentes, espirros, dificuldade respiratória, febre, falta de apetite, pneumonia e prostração estão entre os principais sintomas.

Leucemia Felina (FeLV): se trata de uma doença viral que atinge o sistema imunológico dos felinos, deixando-o vulnerável a infecções, lesões na pele, desnutrição, cicatrização mais lenta de feridas e problemas reprodutivos. A contaminação se dá pelo contato com saliva, urina e fezes de animais infectados. Entre os sintomas, estão perda de peso, secreção nasal e ocular excessiva, diarréia persistente, imunodeficiência e tumores em células linfáticas.

Para finalizar o calendário vacinal, temos a vacina que auxilia na prevenção da infecção pelo vírus da raiva, uma importante zoonose considerada fatal. A raiva costuma provocar alterações neurológicas importantes.

Os reforços das vacinas devem ser feitos anualmente ou de acordo com o Médio Veterinário responsável. Além disso, antes de aplicar as vacinas, é importante que sejam realizados uma série de exames clínicos e até laboratoriais se necessário. Animais doentes não podem ser vacinados, pois a vacina poderia provocar uma piora do quadro clínico do animal.

Referências:

https://digitalvet.com.br/vacinas-para-gatos/#:~:text=Vacinas%20para%20Gatos%3A%20Polivalentes%20V3%2C%20V4%20e%20V5&text=As%20vacinas%20para%20gatos%20do,contra%20Leucemia%20Felina%20(Felv)

https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/30726/3/Percep%c3%a7%c3%a3oEConcientiza%c3%a7%c3%a3o.pdf

https://br.virbac.com/home/todos-os-cuidados/pagecontent/todos-os-cuidados/vacinacao-em-caes-e-gatos-qual-a.html

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo