top of page

Tricobezoar em felinos

Tricobezoar é um quadro de acúmulo de pelos no interior do trato digestivo, conhecido também como “bola de pelo”. Embora a condição seja comum e, em certas instâncias, normal em felinos, a patogenia se inicia com a frequência e grau elevado de volume de pelos.



Causa


O acúmulo acontece devido seu comportamento natural de auto limpeza através das lambeduras que ocupam uma das maiores partes da sua rotina. Na língua dos felinos, as papilas filiformes são mais projetadas e funcionam como cerdas de um pente, tirando as sujeiras e pelos soltos que acabam sendo deglutidos.

O pelo não é digerível por conta da queratina, o que faz com que a maior parte dele passe direto pelo o trato digestivo, sendo geralmente eliminado junto com as fezes que ficam ressecadas. Entretanto, quando ocorre em excesso, alguns pelos podem se alojar no estômago, se juntando e formando as “bolas de pelos” que eventualmente serão eliminados pela regurgitação.



Patologia


O tricobezoar tem suas complicações clínicas quando a bola de pelo não consegue ser expelida nem por fezes e nem por vômito, ocorrendo um acúmulo ao longo do sistema gastrointestinal. É decorrente de uma baixa motilidade do trato, podendo ser por doenças secundárias, combinado com excesso de ingestão de pelo, que geram uma obstrução parcial ou completa do intestino ou do esôfago.


Fatores que influenciam no tricobezoar


- Gatos com pelagem longa, como as raças Maine Coon e Persa

- Mudanças de estações do ano, tendo em vista que no verão há mais queda

de pelo

- Doenças gastrointestinais, como Triadite Felina

- Lambedura excessiva por estresse, dor ou tédio

- Doenças de pele que causam prurido

- Ectoparasitas


Sinais clínicos


- Êmese

- Desconforto abdominal

- Anorexia



Diagnóstico


- Anamnese

- Exame físico

- Exame de Imagem: radiografia e ultrassonografia



Tratamento e Prevenção


É preciso atenção aos sinais e prevenção, visto que o tratamento em casos de obstrução total é cirúrgico. Veja algumas prevenções no manejo que podem ser tomadas:


- Escovação diária - principalmente nos gatos com pelagem longa, no objetivo de retirar pelos soltos para não serem ingeridos.

- Dieta balanceada - irá ajudar na motilidade gastrointestinal e esvaziamento gástrico, e também, na saúde do pelo evitando quedas excessivas.

- Brincadeiras para estimular o gato - evita estresse/tédio e, consequentemente, lambedura excessiva.



Relato de Caso


Infelizmente, o tricobezoar não é incomum na clínica, acompanhe esse relato de caso: Gato doméstico de pelo longo castrado, macho, de 4 anos de idade, apresentava queixa de dor abdominal recorrente, pirexia e um único episódio de êmese (A). Na celiotomia exploratória, foi identificado um grande tricobezoar seco que impactava seu duodeno (B) e obstruía a saída biliar (C). Colangite concomitante (D) e pancreatite (E, F) também foram identificadas. Não estava claro se o tricobezoar obstrutivo causou a triadite ou se ocorreu secundariamente à dismotilidade decorrente da triadite. A doença hepatobiliar foi tratada com terapia adequada. Nos 4 anos seguintes, o gato permaneceu majoritariamente assintomático, mas sofreu episódios esporádicos, muitas vezes acompanhados de vômito em bolas de pelo. (German AJ, German AC, 2013)



Referências


Cannon M. Hair Balls in Cats: A normal nuisance or a sign that something is wrong? Journal of Feline Medicine and Surgery. 2013. Disponível: https://journals.sagepub.com/doi/full/10.1177/1098612X12470342


German AJ, German AC. Bad hair day. Journal of Feline Medicine and Surgery. 2013; Disponível: https://journals.sagepub.com/doi/full/10.1177/1098612X12470340


Cornell Feline Health Center . The danger of hairballs. Cornell University College of veterinary Medicine. https://www.vet.cornell.edu/departments-centers-and-institutes/cornell-feline-health-c enter/health-information/feline-health-topics/danger-hairballs


Royal Canin Portal Vet. Tricobezoar em gatos: conheça os principais riscos e saiba como prevenir. Disponível: https://portalvet.royalcanin.com.br/saude-e-nutricao/trato-gastrointestinal/tricobezoar-em-gatos/



6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Komentarze


bottom of page