Síndrome de Pandora

Atualizado: 31 de mar. de 2021

O termo Síndrome de Pandora descende da mitologia grega da “A Caixa de Pandora”, dentro dela havia todos os males do mundo e foi entregue à Pandora, que por curiosidade abriu e deixou tudo o que tinha dentro escapar. Essa analogia é feita pois a Síndrome de Pandora é capaz de afetar mais do que um órgão simultaneamente. Outro nome que você também pode conhecer é Cistite Idiopática (ou Intersticial) Felina.


Quais as causas? Sua causa é multifatorial, mas o principal fator é o estresse. Casas com muitos gatos, mantidos em ambientes fechados – sem acesso à áreas externas da casa –, e sem estímulos ambientais tendem a se estressarem com maior facilidade, pois não terão nenhuma distração. Os gatos acometidos também podem apresentar uma resposta maior ao estresse, as glândulas adrenais liberam maior quantidade de catecolaminas (adrenalina e noradrenalina) e cortisol. Costuma acometer felinos com idade entre 1 e 10 anos e alguns estudos relatam uma prevalência maior nos machos. Os gatos de raça pura são mais acometidos e variam de acordo com a região, mas Persas, Siameses e Mestiços sempre são citados.

Os gatos acometidos pela Síndrome de Pandora podem apresentar: Disúria – Dor, ardor ou desconforto ao urinar; Polaquiúria – Aumento do número de micção com diminuição do volume de urina; Hematúria – Presença de sangue ao urinar; Periúiria – Micção fora da caixa de areia; Estrangúria – Micção lenta e dolorosa. É muito importante que seja feito o diagnóstico diferencial de infecções (virais, bacterianas e parasitárias) e câncer. Dicas para evitar estresse nos felinos:

  • Enriquecimento Ambiental para que ele possa brincar e explorar o ambiente, sempre tendo alguma rota de fuga para que o felino consiga evitar conflitos.

  • Evitar alterações bruscas na dieta ou rotina .

  • Ter a quantidade ideal de caixas higiênicas e potes de água e ração (número de gatos +1) e manter longe de lugares barulhentos e/ou que possam gerar conflitos entre outros pets da casa.

  • Utilizar feromônios sintéticos pode ajudar na redução do estresse (Feliway Classic) e em conflito com outros felinos (Feliway Friends).

Refências:

CHEIDT, Lucas. Síndrome de Pandora – o que é e quais são os primeiros sinais clínicos?. VetEduka, 2020. Disponível em: https://www.veteduka.com.br/sindrome-de-pandora-o-que-e-e-quais-sao-os-primeiros-sinais-clinicos/

JUSTEN, Heloisa; SANTOS, Carla Regina G. Rodrigues. Cistite Idiopática Felina: Aspectos clínicos, fisiopatológicos e terapêuticos. VetSmart, 2018. Disponível em: https://www.vetsmart.com.br/cg/estudo/13629/cistite-idiopatica-felina-aspectos-clinicos-fisiopatologicos-e-terapeuticos

Feline Idiopathic Cystitis (FIC), International Cat Care, 2018. Disponível em: https://icatcare.org/advice/feline-idiopathic-cystitis-fic/#:~:text=Feline%20lower%20urinary%20tract%20disease,lower%20urinary%20tract)%20of%20cats.&text=FIC%20is%20thought%20to%20account,of%20all%20cases%20of%20FLUTD.

96 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo